Formação de Equipes em seus estágios

Formação de Equipes.

Trabalhar em equipes é complicado e demasiadamente trabalhoso, no entanto, se bem aplicados os conceitos, bem gerenciada e um bom envolvimento de todos será totalmente proveitoso e recompensador, tanto para os integrantes quanto para a empresa.

O melhoramento dos processos de trabalho de uma equipe é conquistado quando os integrantes conseguem se estabelecerem como equipe o que faz com que a equipe funcione harmoniosamente bem. Assim, os membros se concentram na meta principal e alcançam o sucesso com facilidade.

Na formação de equipes, o gestor e os envolvidos devem ter o conhecimento e a consciência de que essa passará por quatro estágios básicos em sua formação, até atingirem o ápice do amadurecimento para o desenvolvimento das atividades que têm como objetivo.

 Abaixo segue as principais características em cada uma desses estágios:

Estágio 1 – Formação

Esse é o estágio em que o indivíduo torna-se membro e de teste para o líder. Teste formal e informal da sua capacidade de orientar como líder. Pois nessa fase, os indivíduos pesquisam seus limites e de seus colegas, quanto às fronteiras, o que podem ou não fazer, até onde podem ir ou não. Ou seja, o que impera é a incerteza dos papeis, expectativas e regras.

Estágio 2 – Conflito

Esse é o estágio em que os membros começam a verificar que as atividades e tarefas são diferentes do que imaginavam no início. O que torna esse o estágio da maior turbulência, irritação, implicação entre os membros da equipe.

É como se os membros fossem atravessar um rio turbulento, ao pularem no rio, depois de alguns instantes, começam a perceber que estão prestes a se afogarem. A movimentação para não se afogar é desordenada e sem foco. O que causa perda do esforço desprendido para que não se afoguem. Como o progresso não é visualizado, aliado a falta de experiência sobre a tomada de decisão, começa a discussão sobre quais decisões devem ser tomadas. Gerando assim, bloqueio e resistência na colaboração de outros membros da equipe, pois estão apoiados unicamente em suas experiências pessoais e profissionais. Ou seja, turbulência e conflitos sobre os objetivos e personalidades.

Estágio 3 – Consolidação e Harmonia

Esse é o estágio em que o relacionamento torna-se mais cooperativo, onde, anteriormente era competitivo, isso é alcançado graças à redução dos conflitos pessoais. Pois os membros harmonizaram lealdades competitivas com responsabilidade.

Ou seja, os membros da equipe perceberam que não estão se afogando, e passaram a agirem ordenadamente e em conjunto ajudando, uns aos outros, resultado da normatização, estilos e sistemas de trabalhos negociados.

Estágio 4 – Maturidade

Esse é o estágio em que os membros não são mais indivíduos e realizaram a descoberta e aceite dos pontos fortes e fracos uns dos outros, bem como, seus papéis e aplicações. O relacionamento e as expectativas foram definidos, causando, um nado com harmonia, sincronia e eficiência de forma coesa, criativa e bastante produtiva.

O amadurecimento da equipe é realizado gradativamente e os membros aprendem a administrar e a lidar com as pressões emocionais, internas e externas com as quais se deparam. Resolvendo suas diferenças pessoais, prosseguindo com as forças encontradas, desenvolvendo suas atividades e tarefas, aprendizado este que a leva a melhorar seu desempenho, deixando de ser um ente complexo.

Estudos e pesquisas realizadas para a minha especialização.

Até a próxima semana.

About these ads

3 responses to this post.

  1. Posted by zimar® on 21 fevereiro 2008 at 10:40

    Tá ficando cada vez melhor, parabéns pelo conteúdo, bastante direto e explicativo, muito bom.

    Responder

  2. Posted by Queyla on 4 setembro 2009 at 14:22

    Wanderson,

    Seu texto é incrível, estou até fazendo algumas citações deles em minha monografia, cujo o tema é ” Gestão de Equipes: formação e desenvolvimento.”

    Parabéns !!!!

    Responder

  3. Posted by Sandra Cunha Bueno on 17 outubro 2009 at 14:43

    Wanderson, gostei muito de seus estudos sobre formação de equipes, parabéns. Hoje, a flexibilização do processo produtivo é primordial para o enfrentamento das dificuldades do mundo atual.
    Um abraço
    Sandra Bueno

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: