1959 vs. 2010 – Contrastes na educação!

1959 vs 2010 (Autoria desconhecida)

Cenário 1: João não fica quieto na sala de aula. Interrompe e perturba os colegas.

Ano 1959: É mandado à sala da diretoria, fica parado esperando 1 hora, vem o diretor, dá-lhe uma bronca descomunal e ele volta tranquilo à classe.

Ano 2010: É mandado ao departamento de psiquiatria e diagnosticado como hiperativo, com transtornos de ansiedade e déficit de atenção em ADD. O psiquiatra lhe receita Rivotril. Transforma-se num Zumbi. Os pais reivindicam uma subvenção por ter um filho incapaz.

Cenário 2: Luís quebra o farol de um carro no seu bairro.

Ano 1959: Seu pai tira a cinta e aplica-lhe umas sonoras bordoadas no traseiro… A Luís, nem lhe passa pela cabeça fazer outra nova “travessura”: cresce normalmente, entra na faculdade e se transforma num profissional de sucesso.

Ano 2010: Prendem o pai de Luís por maus tratos e o condenam a 5 anos de reclusão, além de impedi-lo de ver seu filho por 15 anos. Sem o modelo de uma figura paterna, Luís se volta para a droga, torna-se delinquente e fica preso num presídio especial para adolescentes.

Cenário 3: José cai enquanto corre no pátio do colégio e machuca o joelho. Sua professora, Maria, o encontra chorando e o abraça para confortá-lo…

Ano 1959: Rápidamente, João se sente melhor e continua brincando.

Ano 2010: A professora Maria é acusada de abuso sexual e condenada a três anos de reclusão. José passa cinco anos de terapia em terapia. Seus pais processam o colégio por negligência e a professora por danos psicológicos, ganhando as duas causas. Maria renuncia à docência, entra em aguda depressão e se suicida.

Cenário 4: Disciplina escolar

Ano 1959: Faziamos bagunça na classe. O professor nos castigava com a palmatória e, chegando em casa, nosso velho nos castigava sem piedade.

Ano 2010: Fazemos bagunça na classe. O professor nos pede desculpas por repreender-nos e fica com sentimento de culpa por fazê-lo. Nosso velho vai até o colégio se queixar do docente e para consolar o filho, compra-lhe uma moto.

Cenario 5: Meado de outubro.

Ano 1959: Chega o dia de mudança de horário normal para horário de verão. Não acontece nada.

Ano 2010: Chega o dia de mudança de horário normal para horário de verão. A gente sofre transtornos de sono, depressão e falta de apetite… Sem falar que, nas mulheres, aparece celulite.

Cenario 6: fim das férias.

Ano 1959: Depois de passar férias com toda a família enfiada num Gordini durante15 dias de sol na praia… É hora de voltar. No dia seguinte, retoma-se o trabalho e… tudo bem.

Ano 2010: Depois de voltar de Cancún, numa viagem ‘all inclusive’, terminam as férias e a gente sofre da síndrome do abandono, pânico, etc.

PERGUNTO-ME …QUANDO FOI QUE NOS TRANSFORMAMOS NESSE BANDO DE BANANAS…?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: